domingo, 24 de junho de 2018

Azzedine Alaïa: The Couturier


















O Design Museum recebe até 7 de outubro a exposição Azzedine Alaïa: The Couturier.
Considerado o escultor do corpo da mulher, Alaïa que morreu em novembro de 2017, participou da curadoria a escolha das peças para a exposição. 
A exposição conta com mais de 60 peças icônicas desde os anos 80 até os dias de sua morte.
Quem puder ver é imperdível. Vale como uma aula de moda.
Um gênio da costura.

Fotos: Sérgio Repka

domingo, 15 de abril de 2018

SP Arte - último dia

 
 
 
 
 
 
 

Para quem está em São Paulo e ainda não foi, hoje é o último dia para visitar a SP Arte no Pavilhão da Bienal, no Parque Ibirapuera.
Mais de dois mil artistas expondo seus trabalhos, diversas galerias, espaços de design, gastronomia, sensacional.
Imperdível!
Serviço:
Pavilhão da Bienal- Parque Ibirapuera 
Domingo 15/04
11h - 19h
(último dia)

segunda-feira, 19 de fevereiro de 2018

Jean-Michel Basquiat - CCBB São Paulo





Nascido no Brooklyn em 1960, filho de pai de origem haitiana e de mãe porto-riquenha, Basquiat demonstrava desde pequeno ser bem acima da média: aos 4 anos já sabia ler e escrever e, aos 6, diante de seu talento ímpar para o desenho, passou a ser membro júnior do Brooklyn Museum.
Aos 16, foi expulso da escola e, na sequência, de casa. Morou nas ruas por alguns meses e depois foi viver de favor com amigos, sustentando-se com a venda de cartões-postais e camisetas customizadas. Passava boa parte do tempo grafitando nas paredes dos prédios e das estações de metrô do SoHo e do Lower East Side, nas quais assinava como SAMO (abreviação de Same Old Shit). O jornal independente Village Voice, bíblia da cena cool da época, começou a destacar a produção do artista. Em 1979, participou do clipe de "Rapture", do grupo Blondie. Em 1980, foi convidado pela primeira vez a participar de uma exposição ao lado de Kenny Scharf, Jenny Holzer e Kiki SmithA partir daí, alcançou o estrelato: começou a vender como água, ganhou as capas das revistas, namorou Madonna, teve um "bromance" com David Bowie e caiu nas graças do pai do pop, Andy Warhol, de quem se tornou amigo inseparável - no campo artístico, assinaram cerca de 150 pinturas juntos. Basquiat começou a vender e também gastar sua fortuna em roupas e drogas. Morreu aos 27 anos vítima de overdose de heroína em 1988.
CCBB São Paulo: Rua Álvares Penteado, n°112. Centro.
De 25/01/2018 à 01/04/2018  

David Hockney - Guggenheim Bilbao








Últimos dias da exposição David Hockney - 82 Portraits and 1 Still - life.
Foi aberta dia 10 de novembro de 2017 e acaba agora, dia 25 de fevereiro de 2018 no Guggenheim Bilbao Museum.
Para quem estiver por lá, imperdível!
Informações:
https://hockneyportraits.guggenheim-bilbao.eus/en/exhibition 

quarta-feira, 20 de dezembro de 2017

Esculturas de sal

 
 
 
 
 
 

Após passarem anos mergulhados no Mar Morto, objetos do cotidiano adquirem uma nova dimensão.
Esses são os trabalhos da artista israelense Sigalit Landau. Ela convida o espectador a embarcar nessa viagem facilitada por um recurso natural, o sal. 
A artista usa o Mar Morto, em que as águas são hiper salgadas, para criar suas esculturas de sal que ficam parecendo joias incrustadas. 
Se interessou? A artista está lançando um livro intitulado "Salt Years" contando o seu processo de trabalho nas esculturas, videoarte e imagens. É só dar uma conferida.
Sensacionais e lindas!
(todas as imagens são da própria Sigalit)

sexta-feira, 27 de outubro de 2017

"My Name is Prince" - Londres




A exposição My Name is Prince conta com mais de 200 itens. Artefatos pessoais de Prince, que vão desde a guitarra nuvem até o terno roxo de Purple Rain. 
Na exposição poderão ser vistas as famosas guitarras personalizadas do cantor, os cadernos de composição escritos a mão, os figurinos, as estatuetas de prêmios que ele recebeu, os famosos sapatos de salto alto, enfim, imperdível para os amantes de Prince, como eu.
Os organizadores da exposição dizem que querem dar uma ideia da vida reclusa do cantor.
A exposição vai até o dia 7 de janeiro de 2018 na Arena O2 de Londres, lugar onde Prince se apresentou por 21 dias no ano de 2007.
Quem diria que 10 anos depois a Arena abrigaria a exposição pós morte de Prince.
Imperdível!

quarta-feira, 19 de julho de 2017

Emmanuelle Moureaux

 
 
 
 
 
 
 

Emmanuelle Moureaux. Acho o trabalho dessa arquiteta francesa sensacional. 
Ela vive no Japão a 20 anos. Emmanuelle, saiu da França em 96 e se mudou para Tokyo, onde fundou o seu escritório de arquitetura e design. 
Ela usa muito a cor como elemento tridimensional, o que resulta em projetos finais muito bacanas.
Se você não conhece o trabalho dela, dê uma olhada, é sensacional. Vale a pena.